O que a ciência diz sobre benefícios para a mente ao aprender um novo idioma

ESCRITO POR

Aprender um novo idioma ajuda a abrir diversas portas na vida profissional. Além de incrementar no currículo, pessoas que falam pelo menos duas línguas tendem a ter um maior salário do que a média e consequentemente são mais cotadas no mercado de trabalho.

O aspecto profissional não é a única vantagem para aprender um novo idioma. A ciência já comprovou com diversos estudos que o processo de aprendizado de uma língua estrangeira é muito proveitoso para a mente e pode até mesmo aumentar a vida útil do cérebro.

O que a ciência diz sobre benefícios para a mente ao aprender um novo idioma 1

É ótimo para a saúde mental

Diversos estudos já chegaram à conclusão que pessoas bilíngues tendem a ter uma saúde mental mais afiada. A Revista Galileu divulgou um estudo que diz que os adultos que falam só uma língua começam a manifestar os primeiros sinais de demência aos 71 anos (de média).

Para as pessoas que falam duas ou mais línguas, os sintomas só começam a aparecer a partir dos 75 anos. Nesse caso, as pesquisas também levaram em consideração diversos fatores, como nível de renda, saúde física e tudo mais — porém, nada alterou o resultado.

Também vale citar que em 2011 a Academia Americana de Neurologia divulgou um estudo concluindo que as pessoas que aprendem novos idiomas sofrem com menos perda de memória ao avançar da idade. Pessoas que dominam pelo menos quatro línguas tendem a ter cinco vezes menos chances de desenvolver problemas cognitivos em comparação com quem fala até dois idiomas.

Além disso, aprender uma nova língua ativa uma área do cérebro que é aguçada em atividades prazerosas — o estriado ventral. O mesmo acontece quando uma pessoa come chocolate, por exemplo, ou realiza outras ações que geram prazer.

O que a ciência diz sobre benefícios para a mente ao aprender um novo idioma 2

Aumenta a capacidade de percepção

Uma pesquisa realizada na Espanha, pela Universidade de Pompeu Fabra, informa que quem é fluente em mais de uma língua tem maior capacidade de manter o foco e de guardar mais informações relevantes do que os monolíngues.

Isso está intrinsicamente relacionado com o fato de que o cérebro se torna mais afiado quando a pessoa tem o domínio de pelo menos dois idiomas e a mente se fortalece quando o cidadão aumenta a sua percepção de diversas línguas.

Contribui para o crescimento da capacidade cerebral

Recentemente, a revista Annals of Neurology concluiu um teste de inteligência com um grupo de nativos em inglês e repetiu o mesmo teste quando essas pessoas atingiram os 70 anos. Como era de se esperar, o grupo que tinha domínio de duas ou mais línguas teve maior desempenho em habilidades cognitivas do que o grupo monolíngue.

Entre as maiores diferenças nas capacidades cognitivas, estão percepção, memória e raciocínio. Tudo isso faz com que, a partir do momento que uma pessoa aprende uma língua estrangeira, o processo de dominar outra se torna mais fácil e assim acontece sucessivamente.

Melhora a capacidade do cérebro realizar atividades multitarefas

Realizar atividades multitarefas pode ser muito estressante para quem não está acostumado com esse ritmo de trabalho e uma maneira de ajudar a contornar esse desafio é dominar pelo menos dois idiomas.

Segundo um estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia, pessoas que são multilíngues e estão em contato frequente com pelo menos dois idiomas trabalham bastante a área do cérebro que possibilita as atividades multitarefa. Portanto, pessoas que desenvolveram uma habilidade de pensar e desenvolver frases em mais de uma língua tendem a realizar vários exercícios simultaneamente e em menor nível de estresse.

Também ajuda na hora de tomar decisões

A Universidade de Chicago concluiu que quem é pelo menos bilíngue tem maior capacidade de realizar decisões corretas, pois ao utilizar um idioma que não seja o nativo as pessoas tendem a tomar decisões mais sistemáticas e menos baseadas em fatores negativos.

Quando raciocinamos na nossa língua nativa, é mais provável as decisões serem baseadas em fatores negativos, o que atrapalha na tomada de decisão. Dessa maneira, pessoas multilíngues são mais confiantes em suas decisões.

O que a ciência diz sobre benefícios para a mente ao aprender um novo idioma 3

Pronto para aprender? Respeite o tempo de aprendizado e não tente dominar tudo repentinamente

Os benefícios de aprender uma nova língua são tentadores e é impossível citar todos eles em um único artigo — com pesquisas mais aprofundadas na internet é possível encontrar outras vantagens para a mente, principalmente em artigos em inglês. No entanto, é bom ressaltar que adquirir o domínio de um novo idioma requer tempo e muita dedicação.

Há muitas pessoas que conseguem aprender um novo idioma do zero e sem ajuda de nenhum profissional, porém, o mais recomendado é entrar em contato direto com uma nova língua através de pessoas especializadas em passar o conteúdo da melhor maneira possível. No English Live, há diversas diretrizes nos cursos que se adequam exatamente ao propósito da pessoa na hora de aprender um idioma estrangeiro.

Com tantos motivos para aprender inglês e outras línguas e com tudo ao alcance de um clique por meio das diversas opções online, dominar pelo menos um idioma estrangeiro é uma grande adição na vida profissional e pessoal de qualquer um.

Compartilhe esse artigo com os amigos: