Compartilhe esse artigo com os amigos:

A língua portuguesa é uma das mais complexas, são milhares de regras, acentuações, conjugações que acaba fazendo com que muitos escrevam errado. Eu mesmo acabo cometendo muitos erros na gramatica e na redundância e coerência.

Cometer erros no português é fácil, e pode acabar passando despercebido, principalmente quem escreve mais do que lê. Por esse motivo devemos dar bastante atenção ao nosso idioma, porque existe alguns erros gravíssimos que até assustam as pessoas

Outra causa comum dos erros gramaticais, é as conversas online e no dia a dia, que acaba relaxando nosso português na hora de escrever. Neste artigo vamos analisar 5 erros gramaticais mais comuns e fáceis de se cometer ao escrever, seja em um jornal ou blog. Lembrando que eu escolhi esses erros, baseado na minha experiência.

Mas ou mais

Esse é um dos erros mais cometidos, mesmo sabendo a forma correta de usar. São palavras muito parecidas, que acaba sendo falada e ouvida em momentos errados.

Errado: Eu quero mas dinheiro, mais não gosto de trabalhar.

Certo: Eu quero mais dinheiro, mas não gosto de trabalhar.

O mas é uma conjunção coordenativa que é usado para transmitir uma ideia de oposição, limitação, restrição assim como porém, contudo, entretanto e todavia.

Já o mais é um advérbio usado para transmitir a ideia de em maior quantidade ou uma maior intensidade, ou uma soma. Exemplo: Cinco mais dois não é igual a três / Eu precisava estudar mais.  O mais também pode dar ideia de cessação ou limite, quando acompanhado de negação. Exemplo: não aguento mais andar. 


Os porques?

Esse é um erro bastante comum, e difícil de entender. Até hoje eu não sei porque existe tantos porquês? Existe porque, por que, porquê e por quê? Pra que separar, juntar e acentuar?

O porque junto e sem acento, é uma conjunção coordenativa, conjunção explicativa e conjunção causal. O “porque” é usado para ligar 2 ideias e orações quando se explica ou se justifica a ideia anterior, assim como as palavras: portanto, pois, para que, pelo qual. Também pode expressar uma causa, motivo ou razão da ação contida na oração principal como as palavras: que, como, visto que, já que. Exemplos: O Brasil não muda porque os brasileiros não querem. 

Já o por que separado e sem acento é um pronome interrogativo ou indefinido. Usamos o por que para entender “por qual razão” ou “por qual motivo” e, nem sempre usamos ao fazer perguntas. Exemplo:  Por que você não vai ao Shopping? (por qual razão) Não sei por que não quero ir. (por qual motivo). 

O por quê separado e com acento é usado no final da frase, sendo pergunta ou não. Já o porquê junto e com acento é um substantivo que pode ser usado no plural, e acompanhado de artigos, pronomes e adjetivos. O porquê costuma ser antecedido dos artigos “o” e “um”. Exemplos: Ela ficou triste, não sei por quê. / Ele foi expulso, não sei o porquê.

A vírgula

A vírgula é um sinal de pontuação, que exerce 3 funções básicas : Marcar as pausas e as inflexões da voz na leitura; Enfatizar e/ou separar expressões e orações; Esclarecer o significado da frase, afastando qualquer ambiguidade. Saber isso é fácil, agora na pratica isso é super difícil, acabamos colocando virgulas em momentos errado, deixando o texto confuso, eu mesmo faço muito isso.

Existe algumas coisas que podem ajudar você a evitar erros ao colocar virgulas, tenha em mente os seguintes pontos:

  • Não pode haver vírgula entre sujeito e predicado (O supervisor, distribuiu as tarefas).
  • Não pode haver vírgula entre o verbo e seus complementos (Os alunos refizeram, todos os textos).
  • Não pode haver vírgula entre o nome e o complemento nominal ou adjunto adnominal (A extração, do dente foi dolorosa).
  • Usa-se a vírgula para marcar uma intercalação: do adjunto adverbial, da conjunção e das expressões explicativas ou corretivas.
  • Usa-se a vírgula para marcar inversão: do adjunto adverbial, dos objetos pleonásticos antepostos ao verbo e do nome de lugar anteposto às datas.
  • Usa-se a vírgula para isolar: (Brasil, considerado um bom pais, onde o caos e a violência reina.).
  • Usa-se a vírgula para marcar elipse (omissão) do verbo: (Nós queremos comer pizza; e vocês, sushi.).
  • Usa-se vírgula para separar entre si elementos coordenados. (Açúcar, tempero e tudo que há de bom).

Claro que se você não conhece os termos complexos citados acima, assim como eu. Ainda vai ter dificuldade em colocar as vírgulas no momento certo. Apenas com a pratica você chegará a perfeição.

Claro que existe milhares de outros erros, desde de trocas simples de palavras, o uso da crase até o uso errado dos pronomes, mas entrar detalhadamente nesse assunto vai necessitar de novos artigos. Se você tem problemas com erros de português recomendamos o famoso site duvidas.dicio.com.br.


Obrigado por ler e compartilhar nosso artigo! Convido você a curtir nosso Facebook e inscrever-se em nosso site para receber apostilas gratuitas e conteúdos exclusivos:


Compartilhe esse artigo com os amigos: