3 iniciativas que conectan tecnología y periferia

Escrito por

¿Busca a alguien que haga su trabajo escolar, TFM y TFG, Tesis o algún otro trabajo académico? ¡Haz clic aquí y haz tu presupuesto ahora mismo!

A tecnologia move o mundo, todo mundo está o tempo inteiro conectado em alguma rede social, além disso, ela virou a ferramenta de trabalho de muitas pessoas, é quase impossível viver sem internet e sem os benefícios que ela traz para facilitar a vida de cada um. 

Você consegue pedir comida do seu restaurante favorito sem sair de casa e pode até fazer as compras da semana no mercado virtual sem ter que enfrentar filas e tudo mais. No entanto, é preciso esclarecer que isso não acontece para todo mundo e nem em todas as cidades, os grandes centros urbanos podem se considerar privilegiados por terem tantas opções.

Quando saímos da bolha das grandes cidades, conseguimos perceber que a vida tecnológica não chegou para todos, principalmente se tratando das periferias e de algumas cidades no interior do Estado de São Paulo, visto que parece existir outra forma de viver que muitas vezes não envolve a tecnologia como ponto central. 

Vamos supor que você está procurando casas à venda em Campinas, alguns pontos da cidade vão ser supertecnológicos e evoluídos, mas outros não, e é isso que precisa mudar, é aí que entra em ação as iniciativas.

Ao longo dos anos, muitos grupos foram se formando com o intuito de ajudar e levar a tecnologia para as periferias, para que assim todos possam ter oportunidades independentemente do lugar onde moram. Esse pode até ser um caminho longo e com muitos desafios, mas podemos dizer que essas iniciativas mudam a vida de muitos jovens que moram nas periferias e se veem muitas vezes sem nenhum tipo de oportunidade dentro da sociedade.

Abaixo você confere uma lista com 3 iniciativas que têm mudado o futuro de muitas pessoas, levando tecnologia para as periferias das cidades.

1 – Casa Hacker

O Casa Hacker nasceu em 2018 e é um projeto social que é fundado por pessoas da comunidade periférica de Campinas com o intuito de levar inovação e tecnologia para esses lugares. O principal objetivo do projeto é criar um desenvolvimento sustentável dentro da própria comunidade e assim dar oportunidades para todas as pessoas, é o que conta o fundador, Geraldo Barros. 

No começo ele e os colaboradores não esperavam que fossem crescer tanto assim, mas hoje em dia eles disponibilizam aulas de programação, modelagem em 3D, entre outras atividades que são oferecidas gratuitamente.

2 – InfoPreta

A InfoPreta é uma empresa especializada em manutenção de computadores de todas as marcas do mercado, mas não é esse o diferencial dela. Fundada em Osasco, na grande São Paulo, InfoPreta se destaca por dar prioridade para pessoas negras, LGBTQIAP+, além de abrir espaço para as mulheres no ramo da tecnologia, um lugar muitas vezes dominado pelos homens. 

A empresa recebe muitos computadores de empresas e de pessoas que não usam mais, o foco deles é consertar e reciclar aquele item, depois disso eles doam para universitários que não tem condições de arcar com o preço de um computador completamente novo.

3 – MetaReciclagem

A MetaReciclagem foi criada em 2017 por José Sales Neto na comunidade da Capadócia, que fica localizada no extremo norte de São Paulo, a iniciativa ficou superconhecida por ser uma startup verde, com foco em desenvolvimento tecnológico para mudanças sociais. 

Quando eles recebem um computador que não funciona mais, o intuito é desmontar o aparelho e usar suas peças para outras finalidades, dando uma vida nova e criando novos itens que podem ser úteis para alguém. A estação de coleta e processamento da MetaReciclagem fica localizada na Brasilândia.