Compartilhe esse artigo com os amigos:

Olá leitores do Aprender Palavras, hoje vamos falar sobre algo que muito de vocês almejam: SER UM POLIGLOTA!

e para você que já é um, continue lendo, pois é sempre bom aperfeiçoar nossos métodos de estudo.

O que é um poliglota?

O dicionário Aurélio online define poliglota da seguinte forma:

“1 Escrito em várias línguas. 2 Que ou quem fala ou sabe várias línguas”

Assim sendo um poliglota fala mais que três idiomas, isto é, a partir de quatro já pode se considerar um poliglota. Um ponto é você querer estudar vários idiomas, outro bem diferente e você ser organizado e saber o que estudar para ser um poliglota, ás vezes todos nós ficamos com preguiça, não estudamos nada, mas se isso persiste, algo na nossa programação OU nos nossos métodos estão errados. O que acha de ter a ajuda de alguém que pode ajudar a organizar seus estudos de uma forma que se adapte a rotina? Essa ajuda não consiste em ensino de língua estrangeira, mas em ORGANIZAR e até dar uma FORMA de estudar (veja bem, não falei FORMULA, mas disse FORMA).

Diário de um Poliglota

É essa a proposta que Otávio Bretas nos apresenta nos curso que ele está fazendo, nos tornar poliglotas por dar uma BASE de estudos ou APERFEIÇOAR a que já temos, faz alguns meses que eu encontrei o site dele na internet, e para ser MUITO sincero, foi a coisa mais coerente que li, estava tão cansado de ficar lendo artigos de pessoas falando de fórmulas magicas, e outras coisas que fugiam do que é realmente verdade – VOCÊ SÓ APRENDE UM IDIOMA ESTUDANDO, Sim, colocar as caras nos livros. Eu convido você leitor a conhecer as pérolas de dicas diárias que ele dá no site Diário de um Poliglota.

 

otavio-bretas

OTÁVIO BRETAS Criador do Diário de um poliglota, professor de inglês e apaixonado por aprender diferentes idiomas.

O que você pode esperar encontrar lá? bem além das muitas dicas que o Otávio dá, você pode ouvir de um poliglota os idiomas mais fáceis e difíceis de aprender, você poderá solicitar um ebook de hábitos de estudos que é uma prévia do que ele oferece no curso dele.


Em 2005 eu comecei estudar japonês, depois conheci o coreano (embora eu não tenha ficado estudando ele) e a partir dai eu comecei a estudar muitos outros, durante tanto tempo eu venho lendo na internet sites, bolgs, vejo vídeos, escuto Podcasts sobre o assunto, mas o do Diário de um poliglota trouxe uma proposta diferente, um ponto de vista muito interessante, eu posso garantir que não é só mais um site, são dicas que valem a pena serem consideradas.


Obrigado por ler e compartilhar nosso artigo! Convido você a curtir nosso Facebook e inscrever-se em nosso site para receber apostilas gratuitas e conteúdos exclusivos:


Compartilhe esse artigo com os amigos: