Escrita criativa: 10 técnicas fundamentais para aprimorar as suas histórias

Procurando alguém para fazer seu trabalho de escola, TCC, Monografia ou algum outro trabalho acadêmico? Clique aqui e faça seu orçamento agora mesmo!

Muitas pessoas podem até não saber, entretanto, a escrita criativa é uma técnica que está ao alcance de todos. Afinal, trata-se de uma produção original que tem o intuito de gerar interesse e engajamento no leitor.

Em tempos onde a informação é uma necessidade para as pessoas, saber escrever e criar conteúdos inteligentes é o caminho para conquistar muitos objetivos. Só que, às vezes, sofremos com alguns bloqueios que nos impedem de usar a criatividade.

Todos os seres humanos nascem criativos, vide as crianças, que têm uma imaginação fértil e são capazes de expressá-las de muitas maneiras.

Entretanto, conforme elas vão crescendo e amadurecendo, começam a cultivar hábitos da maioria. Por exemplo, costumamos fazer o mesmo trajeto todos os dias, seja de casa para o trabalho ou do trabalho para a faculdade.

Essas ações acabam acostumando o cérebro a um padrão de comportamento. Por um lado, isso é bom, porque é dessa forma que criamos uma rotina de exercícios físicos, por exemplo.

Mas por outro lado, isso é péssimo, principalmente quando precisamos criar alguma coisa, como no caso da escrita. Neste artigo, vamos explicar o que é escrita criativa, como manter a mente criativa e mostrar algumas dicas. Confira!

O que é escrita criativa?

Existem diferentes tipos de textos que temos contato todos os dias, e alguns possuem formatos padronizados, como:

  • Receitas;
  • Receituários médicos;
  • Relatórios financeiros;
  • Manuais de instrução.

Quem redige esses textos não pode fugir de um padrão, por outro lado, a escrita criativa te dá a liberdade de contar histórias de maneiras diferentes e sem copiar outros conteúdos.

O objetivo é fazer com que as pessoas pensem em outras formas de produção textual. Por exemplo, elas podem explicar o funcionamento de um tacógrafo digital usando diferentes linguagens, estruturas e formatos.

Diferentemente do que costumamos ver em uma redação técnica ou administrativa, a escrita criativa traz inúmeras possibilidades de contar alguma coisa.

Existem cursos que ensinam essa técnica, para que os profissionais possam desenvolver a habilidade. Portanto, ela pode ser um dom natural ou ser aprendida por meio de estudo e treinamento.

Ela é importante porque, em vários momentos, uma pessoa pode precisar escrever alguma coisa. Ao aprimorar essa habilidade, trabalhamos melhor a concentração, a criatividade e adquirimos o hábito da leitura.

A escrita criativa é importante para estabelecer uma comunicação, sem ela, não poderíamos falar com um número maior de pessoas, como fazem os conteúdos para web, jornais, revistas e tantos outros meios.

Além disso, escrever é uma forma de organizar as ideias e seguir uma linha de raciocínio. Um fabricante de máquina de alinhamento, por exemplo, pode melhorar seus argumentos, e isso é importante para conseguir um espaço melhor no mercado.

Aqui entramos nas várias possibilidades de aplicação dessa técnica, e uma delas é a criação de textos para marketing de conteúdo.

O consumidor moderno está ávido por informações, e tem destaque aquela marca que leva essas informações para as pessoas. Mas elas precisam ser bem redigidas e ter qualidade, portanto, é necessário saber escrevê-las para comunicá-las.

A escrita criativa também se aplica aos livros, anúncios, contos e até para revisão textual. Independentemente de onde ela seja aplicada, é fundamental para comunicar qualquer mensagem.

adorable blur bookcase books
Photo by Pixabay on Pexels.com

Como manter a mente criativa

A escrita criativa, como o próprio nome sugere, depende da criatividade. Mas como podemos mantê-la no auge? Algumas dicas importantes foram listadas. Entre elas estão:

Ler e escrever diariamente

A base para uma boa escrita é a leitura. Quem trabalha escrevendo muito acaba negligenciando tudo aquilo que não está relacionado ao seu trabalho, mas isso acaba limitando a criatividade da mente.

Uma dica é voltar a ler os tipos de livro que mais lhe agradam. Além disso, escreva todos os dias, principalmente se essa atividade não faz parte do seu trabalho.

Uma dica é criar um blog pessoal e publicar nele textos diários sobre qualquer assunto que te interessar. Os blogs são ótimos canais para as empresas, como um fabricante de gorro cirúrgico, mas eles podem ser usados para outros assuntos, como:

  • Saúde;
  • Beleza;
  • Turismo;
  • Decoração;
  • Cinema;
  • Literatura.

Existem muitas possibilidades, portanto, escolha um assunto do seu agrado e comece a escrever para aprimorar sua habilidade.

Estudar textos criativos de outras pessoas

Faça uma análise de textos escritos por outras pessoas, assim, você pode conhecer um pouco sobre os estilo delas e captar algumas ideias para a sua produção.

Aqui, tudo é válido, desde um texto no site de uma empresa até um romance. Quanto mais escritas criativas você analisar, mais ideias e inspirações terá.

Dicas para aprimorar a escrita criativa

Para melhorar a sua escrita, existem algumas estratégias simples que podem ajudar. Então, dentre elas, temos:

1.    Anotar todas as ideias

Algumas ideias são valiosas, por isso, anote todas em um bloquinho, grave no celular ou use um aplicativo. Assim, não importa se você vai falar sobre um expositor de ração ou um amor do passado, as boas ideias sempre estarão ao seu alcance.

A prática de registar vai se tornar uma rotina, e na hora de escrever, consultar as anotações vai te mostrar o caminho.

2.    Prefira frases curtas

Frases curtas reduzem os erros e são mais fáceis para o leitor. Ademais, torna-se possível evitar as conjunções, erros de concordância e outros pormenores.

Intercale frases curtas com períodos longos, pois isso ajuda a trazer mais cadência para os textos, o que prende a atenção do leitor.

3.    Escreva textos claros e objetivos

Os leitores buscam informações concisas e claras sobre um tema, por isso, elimine trechos pouco relevantes e frases muito grandes.

Se você estiver falando sobre seladora de pedal, selecione as informações importantes e exponha-as de maneira clara, sem enrolar. E você vai ganhar muito se aprender um pouco sobre o tema antes de escrevê-lo.

4.    Reduza os adjetivos

O adjetivo qualifica o substantivo, mas em uma redação ele pode ser prejudicial. Portanto, inclua no texto apenas os adjetivos essenciais.

Elimine qualificações vazias, como “vestido maravilhoso”, prefira “vestido bonito”. A escrita criativa também está relacionada ao corte de excessos.

5.    Prefira palavras simples

Não tem coisa mais chata do que ler um texto cheio de palavras desconhecidas ou que poderiam ser substituídas por outras.

Quem vai ler sobre consultoria em segurança do trabalho é uma pessoa e não um dicionário, por isso, prefira palavras comuns que são do entendimento de todos.

6.    Observar a construção das frases

Uma frase bem estruturada é facilmente entendida, portanto, deve ser curta, objetiva e na ordem direta do sujeito. Escreva como se estivesse conversando com uma pessoa, e para enriquecer ainda mais o conteúdo, exponha seus conhecimentos.

Siga as boas práticas de escaneabilidade, pois elas garantem um material claro, tanto para o conteúdo em si quanto para seu aspecto visual.

7.    Utilize frases positivas

Algumas pessoas confundem a escrita criativa com linguagem rebuscada, mas os textos que prendem a atenção das pessoas não são bem assim.

Não utilize frases negativas, por exemplo, se for falar sobre advocacia condominial, mostre apenas o que ela é e o que ela não é.

8.    Utilize voz ativa

Coloque o leitor para realizar uma ação, por exemplo, “fulano lavou a roupa”, ao invés de “a roupa foi lavada pelo fulano”.

A voz passiva, assim como o emprego de muitos adjetivos, palavras desconhecidas e frases muito longas prejudicam a leitura. Se o leitor precisar voltar para entender o que leu, é melhor reescrever o texto.

9.    Busque inspiração

Precisamos buscar inspiração para ter mais criatividade, independentemente de estarmos escrevendo sobre dissipadores ou sobre uma viagem.

É interessante trabalhar o ambiente onde você escreve, por exemplo, colocando uma música suave e pesquisando mais sobre o assunto. Faça uma lista de palavras, pois elas ajudam a evitar o bloqueio criativo. Além disso, tenha uma lista de figuras de linguagem.

10.  Busque informação

Não se atenha apenas ao assunto que você escreve, vá em busca de informações sobre outros temas, afinal, conhecimento não ocupa espaço.

Quando conhecemos assuntos diferentes, abrimos o leque de vocabulários, algo essencial para a escrita criativa. Quanto mais lemos, mais bagagem adquirimos, o que traz outros pontos de vista, evita repetições de palavras e torna o texto mais fluido.

Conclusão

Problemas e bloqueios criativos são normais, portanto, não se preocupe quando eles vierem. A prática e a persistência, juntamente com a didática, são formas de melhorar gradativamente a escrita e impulsionar as ideias.

Felizmente, existem muitos recursos aos quais você pode recorrer, como a internet e até cursos de escrita criativa. E neste texto, nós mostramos todas as práticas que podem ser adotadas para melhorar ainda mais o fluxo das ideias.

Assim, no dia a dia, escrever vai se tornar uma tarefa mais simples, e o seu trabalho trará mais retornos e recompensas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.