Comunidade digital: Saiba como transformar os seus leitores em embaixadores da marca

Escrito por

¿Busca a alguien que haga su trabajo escolar, TFM y TFG, Tesis o algún otro trabajo académico? ¡Haz clic aquí y haz tu presupuesto ahora mismo!

Vivemos em uma comunidade, e por mais óbvio que isso possa parecer, é sempre bom reforçar pontos como esses para que estejamos cientes de que não viemos sozinhos e que teremos que conviver com o diferente todos os dias. 

Assim como tudo na vida, existe o lado bom e o lado ruim de se viver em comunidade, é um grande desafio lidar com pessoas diferentes de nós em pensamentos, sentimentos, atitudes, opiniões e até mesmo estilos de vidas. 

Por outro lado, é incrível contar com pessoas que parecem ser a nossa alma gêmea, com opiniões e visões de mundo idênticas às nossas, isso nos torna mais humanos e até mesmo nos incentiva a viver com mais paz e empatia no mundo. 

Seja a equipe de uma empresa que ou até mesmo uma classe do ensino médio, os grupos de pessoas são a comunidade na qual estamos inseridos e que temos que aprender a conviver. 

E essa comunidade já não se limita mais a um espaço físico, mas abraçou também o universo digital, principalmente após a chegada das redes sociais e plataformas que permitem a comunicação entre as pessoas. 

Não é novidade para ninguém que a internet mudou por completo a maneira como vemos, nos comunicamos, trabalhamos e fazemos diversas coisas no dia a dia, inclusive a forma como vivemos em comunidade. 

Sendo assim, as pessoas que apostaram na internet, nas redes sociais e no famoso marketing digital para ganhar e fazer mais dinheiro, criaram o conceito de comunidade digital adaptável e perfeita para o seu negócio. 

Assim como é simples encontrar uma empresa que pela internet, encontrar e até mesmo construir uma comunidade do zero já não é mais tão difícil quanto se imaginava com a chegada do universo digital. 

Por isso, hoje iremos entender mais sobre a comunidade digital, o que ela é, para o que serve, a sua importância nos dias de hoje e dicas para que você possa construir a sua também, não importa de onde esteja e qual o segmento dela. 

Conheça o conceito de comunidade digital 

A comunidade digital possui um conceito que não é tão diferente assim de uma comunidade real, assim como vivemos com diversas pessoas no dia a dia, cara a cara, a comunidade digital também traz essa mesma premissa, mas com uma realidade diferente. 

Enquanto na vida real, vivemos em comunidade na plataforma olho no olho e cara a cara, a comunidade digital é um espaço construído e compartilhado dentro de um espaço 100% online, ou seja, é tudo através de uma tela de computador ou celular. 

Esse estilo de comunicação está longe de ser uma novidade para nós, pois antes e ainda hoje é muito comum contarmos que nos presta um ótimo atendimento apenas através do telefone. 

E com a pandemia do novo coronavírus, que começou ainda em 2020, vimos diversas empresas e grupos de pessoas se reunirem através de plataformas na internet para conversarem e fazerem seus encontros, pois era a única opção no momento. 

Sendo assim, a comunidade digital pode ser entendida como a construção de um grupo de pessoas que compartilham do mesmo propósito, visão, valores, princípios e objetivos de vida, dispostas a se conhecerem e aprenderem mais umas com as outras.

Ela serve justamente para ajudar as pessoas a se comunicarem mais com outras e se tornou extremamente importante para desenvolver o senso crítico de cada um e fazer com que todos se acostumem com a ideia de que não vivemos sozinhos no mundo. 

Existe uma espécie de anfitrião, ou seja, a pessoa que criou ou que lidera a comunidade e que alinha as datas de encontros entre todos os participantes, e são nesses encontros que as experiências, histórias e novidades são compartilhadas entre todos. 

A comunidade digital ganhou grande destaque após o marketing digital, pois muitos profissionais começaram a vender esse estilo de produto ao invés daqueles cursos nos quais a pessoa fica horas e horas assistindo alguém falar e não tem espaço para expor o que pensa. 

Não é à toa que a comunidade digital se tornou um estilo de negócio adotado por muitas empresas e cada vez mais procurado por pessoas que desejam aprender mais e compartilham sobre o que gostam e acreditam com outras pessoas também. 

Hoje, existem diversos tipos de segmentos de comunidades digitais, desde as para profissionais da área até mesmo as de psicologia para quem deseja cuidar mais de sua saúde mental. 

Isso significa que o conceito tomou tanta proporção no mercado que as mais diversas pessoas conseguem aplicar e absorver os benefícios de uma comunidade digital, que já está mudando por completo a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo. 

Dicas para criar uma comunidade digital 

Muitos acham que criar uma comunidade digital é um bicho de sete cabeças, mas pelo contrário, o processo é mais simples do que se pode imaginar, afinal de contas, a maioria das pessoas possuem um celular, computador e acesso à internet, não é mesmo? 

E isso já é o suficiente para começar o processo da criação de uma comunidade digital, que receberá milhares de pessoas dos mais diversos lugares do mundo. Mas para isso, é importante seguir algumas dicas para te ajudar, como:

Possuir um causa em comum

Para que uma crie uma comunidade digital, um dos principais passos é possuir uma causa em comum com o público que irá compor essa comunidade, pois esse será o ponto de reconhecimento entre vocês. 

Essa causa em comum pode ser desde o objetivo de melhorar o mundo, ajudar o meio ambiente, ter sucesso na vida ou até mesmo se tornar um profissional melhor para ganhar uma promoção no trabalho. 

O importante é que você tenha uma causa para defender e lutar, pois assim, as pessoas que tiverem a mesma causa que a sua, se sentirão mais confortáveis e na certeza de que estão entrando dentro do espaço correto. 

Deixar bem claro as bandeiras e valores

Outra dica muito importante é deixar suas bandeiras e valores bem claros para os integrantes da sua comunidade, pois dessa maneira, você irá atrair apenas aqueles que realmente compartilham do mesmo que você. 

Dessa maneira, você constrói uma comunidade saudável e com debates respeitados, onde todos possuam uma mesma visão e objetivo, tornando o espaço cada vez mais prazeroso e satisfatório para todos os integrantes. 

Uma proposta objetiva 

Uma comunidade também precisa ter um objetivo, ou seja, uma proposta para oferecer às pessoas com a intenção de que elas vejam a sua comunidade não apenas como um produto, mas como um espaço onde ela irá encontrar o que precisa ou deseja. 

Seja para trazer mais saúde caso a sua comunidade seja focada em exercícios físicos, seja para gerar mais renda caso o seu negócio seja sobre finanças ou até mesmo para qualificar um advogado caso a sua comunidade seja sobre direto. 

Independentemente de qual seja o seu segmento ou comunidade, é preciso ter uma proposta clara e objetiva, que chame a atenção do seu público-alvo e os convença a entrar dentro da sua comunidade, pois saberão que apenas lá irão encontrar o que desejam. 

Espaço aberto e livre 

Por fim, mas longe de ser menos importante, construa um espaço aberto para que todos os integrantes se sintam livres e confortáveis para darem suas ideias e expressarem seus pensamentos, sentimentos e opiniões. 

Assim como uma conta com profissionais que podem sempre dar ideias de melhorias e mudanças para o bem do serviço, sua comunidade precisa prezar por essas características. 

Dessa maneira, você terá um espaço no qual não apenas o criador fala, mas os integrantes possuem espaço para também falarem, o que faz com que eles se sintam mais ativos e participantes do projeto como um todo. 

Saiba como conhecer melhor o seu público

Uma comunidade é formada por pessoas que conhecem o seu trabalho e possuem grandes chances de adquirir o que você oferece, ou seja, o seu público-alvo. Sendo assim, é de extrema importância que você os conheça bem antes de qualquer coisa.

E quando falamos de conhecer, é justamente conhecer tudo, desde a personalidade deles até mesmo os seus desejos, dores, necessidades, problemas, sonhos, objetivos e metas de vida. Para isso, você pode trabalhar com perguntas, como:

  • Onde você quer chegar em sua carreira?
  • O que te limita hoje?
  • O que te deixa mais frustrado?
  • Quais são os seus maiores sonhos?
  • Existe algo que você não aguenta mais ouvir?
  • O que “resolveria” a sua vida hoje?
  • Quanto dinheiro você gostaria de ganhar?

Perguntas simples como essas te ajudarão a conhecer o seu público a fundo, entendendo como a sua comunidade pode ajudá-los, o que também te auxilia na construção de um espaço que atenda as respostas deles. 

Dessa maneira, você terá não apenas uma comunidade, mas uma equipe com pessoas que compartilham dos mesmos valores e princípios que você, dispostas a mudarem suas vidas e o mundo, trazendo mais felicidade e realização para todos. 

Deja un comentario